A GUERRA SANTA E A PARTICIPAÇÃO DA CAVALARIA NAS CRUZADAS NO ORIENTE

Bruno Borgongino

Resumo


As cruzadas consistiam em movimentos de reconquista de Jerusalém e outros lugares santos que se intensificou ao longo do século XI. Nas expedições militares desse gênero, era comum a participação de representantes de uma cavalaria nobre. A sacralidade do combate perpetrado por essa elite militar montada era uma ideia recorrente nos textos eclesiásticos do período. Neste artigo, pretendo analisar o porquê da relação estabelecida pelo clero ocidental entre o conceito de Guerra Santa e a participação da cavalaria nas cruzadas em Jerusalém.

O artigo está dividindo em duas partes. Na primeira, abordo os processos de longa duração que possibilitaram a associação entre Guerra Santa, cavalaria e cruzada – como a elaboração de critérios cristãos para uma guerra justa e o surgimento de uma nobreza cavaleira. Na segunda, analiso a relação entre Guerra Santa e ida de guerreiros montados a Jerusalém em diferentes versões do discurso convocatório de Urbano II.


Palavras-chave


Guerra Santa; Cavalaria; Cruzada.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.